Confissões Não Confessas - Patrícia




CONFISSÕES



NÃO



CONFESSAS





::Patrícia::






Não, você não sabe nada de mim.

Nada do que eu penso ou sinto.

Do que eu gosto ou desgosto.

O que eu escrevo?

Pode ser tudo fantasia...ou não.

A dúvida faz parte do meu show.

Não sou melhor, nem pior que você.

Mas sou única!





Histórico:

- 01/12/2009 a 31/12/2009
- 01/11/2009 a 30/11/2009
- 01/10/2009 a 31/10/2009
- 01/08/2009 a 31/08/2009
- 01/07/2009 a 31/07/2009
- 01/06/2009 a 30/06/2009
- 01/05/2009 a 31/05/2009
- 01/04/2009 a 30/04/2009
- 01/03/2009 a 31/03/2009
- 01/12/2008 a 31/12/2008
- 01/11/2008 a 30/11/2008
- 01/10/2008 a 31/10/2008
- 01/09/2008 a 30/09/2008
- 01/08/2008 a 31/08/2008
- 01/07/2008 a 31/07/2008
- 01/06/2008 a 30/06/2008
- 01/05/2008 a 31/05/2008
- 01/04/2008 a 30/04/2008
- 01/03/2008 a 31/03/2008
- 01/02/2008 a 29/02/2008
- 01/01/2008 a 31/01/2008
- 01/12/2007 a 31/12/2007
- 01/11/2007 a 30/11/2007
- 01/10/2007 a 31/10/2007
- 01/09/2007 a 30/09/2007
- 01/08/2007 a 31/08/2007
- 01/07/2007 a 31/07/2007
- 01/06/2007 a 30/06/2007
- 01/05/2007 a 31/05/2007
- 01/04/2007 a 30/04/2007
- 01/03/2007 a 31/03/2007
- 01/11/2006 a 30/11/2006
- 01/10/2006 a 31/10/2006
- 01/09/2006 a 30/09/2006
- 01/08/2006 a 31/08/2006
- 01/07/2006 a 31/07/2006
- 01/06/2006 a 30/06/2006
- 01/05/2006 a 31/05/2006
- 01/04/2006 a 30/04/2006



Outros sites:

- Tudo o que eu sinto
- Bel
- Ainda Eu
- Ainda Eu 2
- Rascunhos de mim
- Porque eu gosto é de rosas
- Brinquedo de Mulher
- Pap-Pel de Papel - Rebeca
- Cochichos e Relaxos - Jiló


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:





OnLine




Layout:



 

“Queria descobrir
Em 24h tudo que você adora
Tudo que te faz sorrir
E num fim de semana
Tudo que você mais ama
E no prazo de um mês
Tudo que você já fez


É tanta coisa que eu não sei


Não sei se eu saberia
Chegar até o final do dia sem você...”








- Postado por: Patrícia às 20h45
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

Sábado fui ao show do Oswaldo Montenegro. Adorei!

Sempre gostei muito das músicas dele, mas sempre imaginei que ele fosse meio antipático, caladão.

Me enganei. Ele é super simpático e divertido.

Além de um ótimo cantor e poeta.

Tem música que é pura poesia...

E ele cantou uma que eu ainda não conhecia, que se chama “Do muito e do Pouco”. E uma frase se destacou... logo pensei em colocar aqui...rs...lá vai...

 

“É muito feio pra ser enfeite

Muito defeito pra ser amor...”








- Postado por: Patrícia às 19h05
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

 

Alguns sentimentos não são para serem vividos. Eles existem apenas para serem sentidos.

E não adianta forçar. Simplesmente é assim.

Mas ele fica ali guardado.

Não sei dizer se há uma certa frustração...acho q não.

É um misto de saudade e de segredo (mesmo que não seja mais tão segredo assim).

É como uma foto antiga de alguém querido. Alguém que não vemos há muito tempo. Nós a deixamos guardada, na caixinha de lembranças e de vez em quando vamos lá, matar um pouco da saudade e ver se ela ainda está ali, junto com tantas outras lembranças queridas.

Amor platônico????...Vai saber...

É sentimento e não dá para ficar explicando muito.

A gente demora para entender isso, mas quando entende, tudo fica mais suave.








- Postado por: Patrícia às 14h22
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




É feio voltar depois de se despedir???..rs

Se for, me desculpem...mas andei sentindo falta disso aqui.

2 meses de “férias” e estou de volta.

E obrigada aos que me procuraram, pedindo que eu voltasse.

Não prometo grande coisa...mas vou tentar..rs

Beijossssss








- Postado por: Patrícia às 14h15
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

 

Definitivamente esse papel de dramalhão mexicano não combina comigo, uma mulher linda, alta e loira...rs

Por isso hoje estou encerrando meu modesto blog.

Nossas vidas são feitas de fases, e aqui eu termino essa.

Talvez comece outro blog, mas não agora.

Esse foi em muitos momentos, um lugarzinho especial e importante pra mim. Um lugar onde derramei minhas emoções.

Quero agradecer a todos que passaram por aqui, deixando ou não um comentário.

Fiquem com Deus!

Um beijo

 

Patrícia








- Postado por: Patrícia às 20h25
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

A vida me pregou uma peça,

mas agora era entre nós duas.

Eu e a vida.








- Postado por: Patrícia às 11h30
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




.

Oi

Passei só para dizer que sinto saudades.

Que sinto falta daquela sensação gostosa, dos nossos papos, de saber de você.

Das vezes que te sentia perto, daquele ar de cumplicidade, da nossa sintonia.

Por que não te dizer isso diretamente? Pra não te constranger de ter que dar uma possível resposta. Ou por uma pontinha de orgulho, eu poder dizer que não foi pra você que escrevi isso.

Não, não estou pedindo nada.

Só acordei assim, com vontade de dizer que sinto sua falta...








- Postado por: Patrícia às 15h43
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

Não consigo mais escrever.

Antes, quando me sentia meio tristinha, ainda saia alguma coisa.

Agora, nem isso.

Minhas “Confissões não Confessas” se tornaram confessas. Talvez confessas demais.

Acabou a inspiração.








- Postado por: Patrícia às 20h51
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

 

“...quando o furacão passou,

 

a tua boca é que ventava...”








- Postado por: Patrícia às 00h56
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

 

Tão bom viver dia a dia...
A vida assim, jamais cansa...

Viver tão só de momentos
Como estas nuvens no céu...

E só ganhar, toda a vida,
Inexperiência... esperança...

E a rosa louca dos ventos
Presa à copa do chapéu.

Nunca dês um nome a um rio:
Sempre é outro rio a passar.

Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!

E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas...

 

Mário Quintana








- Postado por: Patrícia às 12h02
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

 

“Não me fale do seu medo


Eu conheço inteira sua fantasia”








- Postado por: Patrícia às 11h01
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

Há alguns dias tenho reparado no egoísmo das pessoas, no nosso egoísmo.

Ficamos tão obcecados com os nossos problemas, no mundinho que se resume ao nosso umbigo, que raramente olhamos para o lado.

Perguntamos para o outro se está tudo bem, por simples educação. E não percebemos que a resposta habitual “está tudo bem”, veio carregada de uma insegurança ou até uma ânsia do outro em desabafar.

Não reparamos e muitas vezes não queremos mesmo saber.

Só queremos ter alguém para ouvir os nossos tão grandes problemas, nossas lamúrias de como o mundo nos é injusto.

E nem mesmo aqueles que consideramos nossos grandes amigos, conseguem escapar desse nosso egocentrismo.

“É muito egoísmo querer ter amigos, sem antes nos perguntarmos se algum dia, nós, os solitários do mundo, tivemos a disponibilidade de sermos amigos de alguém.”

Eu prometo me policiar e ser menos egoísta, e você???








- Postado por: Patrícia às 13h30
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

“O anel que tu me deste

Era vidro e se quebrou

O amor que tu me tinhas

Era pouco e se acabou

 

Por isso meu bem

Faz o favor de entrar na roda

Diga um verso bem bonito

Diga adeus e vai embora”








- Postado por: Patrícia às 11h39
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

“Lá onde o vento vai dar
Onde a nuvem beija o mar
Onde fica o fim do mundo
Onde o escuro é mais profundo
Eu estou a lhe esperar...”








- Postado por: Patrícia às 20h28
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

Ela vivia em pleno romance.

Se era um romance de dois, de dois lados, não estava bem certa.

E quem disse que pra se viver um romance, precisa de dois???

Era gostoso acordar e pensar nele, e isso se prolongar por todo o dia. Uma música, uma lembrança de uma conversa, um email.

Claro que ficaria imensamente feliz se soubesse que seu romance tinha dois lados. E que ele, do lado de lá, também pensava nela com certa frequência, com saudade...

Mas, enquanto nada era certo e o seu romance lhe fazia bem, não tinha porque acabar.

E que fosse feliz, enquanto durasse...








- Postado por: Patrícia às 12h46
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

Eu queria ter dito tantas outras coisas

Dizer mais de mim, de nós

De como seria

Ou como eu imaginei que seria.

 

Mas não houve tempo

O seu mundo girou mais rápido que o meu

Sua urgência me atropelou

E eu me perdi.

 

Eu perdi.








- Postado por: Patrícia às 14h25
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

Começo a recolher todas as pistas que deixei por ai.

Pedacinhos de mim. Fragmentos. Pedaços quase inteiros.

Acabei me esparramando demais. Mostrando demais.

E até senti demais, mesmo sabendo que não deveria.

 

Eu disse que sempre soube como seria, não disse?

E de que adiantou saber?

Eu fiz tudo mesmo assim.

 

Agora o inverno se aproxima. Faz frio.

Hora de “me juntar”.

Me preciso inteira de novo.








- Postado por: Patrícia às 12h24
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

 

Eu estava caminhando em uma praia, uma noite sem lua. Breu.

Sob os pés sentia a areia fina, e no ar, o cheiro da maresia.

As ondas repousavam na areia mansamente, mas eu apenas as escutava.

Minha única certeza, é que não podia deixar de seguir em frente, mesmo não enxergando nada, mesmo sentindo medo.

Até que senti alguém. Um homem. Caminhava comigo e não dizia nada, mas eu sentia toda a força de sua presença.

Ora mais perto, ora mais longe. Mas sempre ali.

De repente ele pegou minha mão e um calor gostoso percorreu meu corpo. Uma sensação de segurança. Mesmo sem saber quem era, mesmo sem ver o rosto, me sentia segura.

Ele me levou até o mar e senti as ondas mornas morrerem sob meus pés. Uma sensação gostosa.

E eu que estava tolhida da minha visão, fiquei com meus outros sentidos muito mais apurados.

Então ele me levou de volta à areia seca, soltou minha mão e se afastou.

Isso se repetiu algumas vezes, ora no mar de mãos dadas, ora de volta à areia, sozinha.

Não entendia porque ele fazia isso. Mas eu também não ousava perguntar.

Seguimos assim, durante um bom tempo.

O dia começou a surgir no horizonte.

Eu de mãos dadas com ele, não virei em nenhum momento para ver-lhe o rosto. Estranhamente a sensação que ele me passava, era maior que minha curiosidade.

Fechei os olhos, tentando fazer voltar aquela sensação de antes.

Foi nessa hora que ele me roubou um beijo. E tornou a beijar e beijar.

Foram beijos urgentes, exigentes. Beijos de promessas e despedidas.

Assim ele se foi, e eu continuei de olhos fechados.

Não me permiti vê-lo partindo...








- Postado por: Patrícia às 11h30
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

“Os nossos lábios todas as palavras nada dizem
Aos nossos olhos tudo o que já vimos foi vertigem
É tudo tão real
Mas nada normal”








- Postado por: Patrícia às 11h34
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

“Vieste
Na hora exata

Com ares de festa
E luas de prata...”








- Postado por: Patrícia às 16h51
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

“Remember those walls I built
Well baby they're tumbling down
And they didn't even put up a fight
They didn't even make a sound
I found a way to let you in
But I never really had a doubt
Standing in the light of your halo
I got my angel now

 

It's like I've been awakened
Every rule I had you breaking
It's the risk that I'm taking
I ain't never gonna shut you out”

 

 

Halo - Beyoncé








- Postado por: Patrícia às 17h56
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

“No existe un momento del día
en que pueda apartarme de ti
el mundo parece distinto
cuando no estás junto a mi

No hay bella melodía
en que no surjas tu
ni yo quiero escucharla
si no la escuchas tu (...)”








- Postado por: Patrícia às 14h10
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

 

Sintonia

Era gostoso ter isso

Sentir isso

Criava um certo ar de cumplicidade.

Era aquela coisa de um adivinhar exatamente o que o outro iria dizer

Ou o que estaria pensando...

Tinha toda uma energia.

Era como soubessem de tudo há anos

E ao mesmo tempo estivessem descobrindo tudo agora...

 

Ela era meio bruxa

Ele tinha uma bola de cristal








- Postado por: Patrícia às 09h26
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

“Se não for para voar bem alto,

então não me chame.

Não quero tirar os pés do chão

apenas com um pulo...”

 








- Postado por: Patrícia às 19h11
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

“Então

Me coloco a sua frente

Vai descobrir minhas verdades

Em um único olhar...”








- Postado por: Patrícia às 16h03
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

“...O vento sopra a noite de uma vez

E o frio que eu sentia vai também

E quando nasce o dia sobre nós

O dia é só pra gente, mais ninguém...”








- Postado por: Patrícia às 00h01
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

"Falar é completamente fácil,
quando se têm palavras em mente
que expressem sua opinião.

Difícil é expressar por gestos e atitudes
o que realmente queremos dizer,
o quanto queremos dizer,
antes que a pessoa se vá."

 

(Carlos Drummond de Andrade)








- Postado por: Patrícia às 21h57
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

Há anos eles encenavam uma brincadeira. Quase um espetáculo.

Talvez não fosse tão divertido para o público, quanto era pra eles.

Tiveram até alguns fãs. Alguns desafetos.

Mas isso tudo, em momento algum teve importância.

O importante era estarem ali.

 

Hoje eles fizeram sua última apresentação.

Acabou a brincadeira.

A cortina se fechou.

 

Nos bastidores começou a vida real...








- Postado por: Patrícia às 10h47
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

Algumas coisas que aprendi e outras que apenas confirmei nos últimos dias:

 

A verdade nem sempre dói no final.

Nem toda nudez será castigada.

Falar de sentimentos, até pode ser tenso, mas se tivermos sorte, pode ser imensamente gratificante.

O tempo que passou não foi perdido. Era só um período de preparação pro hoje.

Confiar mais no sexto sentido. Se você tem quase certeza que é, provavelmente deve ser mesmo.

Não adianta se esconder, principalmente de você mesmo. Uma hora você se acha, ou acham você.

É possível sim, achar uma agulha num palheiro. É só o destino contribuir pra isso.

E por último, a voz do povo realmente é a voz de Deus...rs








- Postado por: Patrícia às 00h22
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

“E mesmo sem querer

Você me deu

O que mesmo sem saber

No fundo eu sempre quis...”








- Postado por: Patrícia às 12h23
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

Essa noite tive um sonho interessante...

Sonhei que levitava sobre um rio. Uma sensação gostosa, que chegava a ser morna de tão boa.

Eu tocava com as pontas dos dedos aquele rio e levitava...como se fosse a coisa mais normal do mundo.

Mas de repente me senti sendo puxada pro lado...como se tivesse em uma correnteza igual a do rio.

Foi ficando forte e me deixei levar, até ver que uma queda d’água se formava mais adiante. Uma cachoeira!

E quando me dei conta que a queda poderia me machucar, já não conseguia sair dali.

Pensei: “Já que é pra cair, então quero me jogar.”

E assim fiz...me joguei, mergulhei.

Só que fui “transportada” pra outra cena, que não vem ao caso agora.

 

E pensando aqui com meus botões, vejo que minha vida esta assim...

Eu até então, estava só curtindo aquela sensação morna (talvez não tão morna assim..rs), e podia voltar quando ficava perigoso, me afastar. Depois voltar pra sentir aquela sensação boa novamente.

Mas hoje, eu estou deixando me levar pela correnteza. Como se necessitasse de maiores emoções do que simplesmente levitar.

A cachoeira se aproxima...e dá um medo danado!

Talvez ainda dê pra fugir e voltar a levitar em cima do rio...

Mas não sei se quero isso...

E o que eu faço com o medo de me jogar e me arrebentar toda na queda???

 

Continuo pensando com meus botões...mas preciso pensar rápido, antes que a correnteza me arraste de uma vez...








- Postado por: Patrícia às 21h23
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

 

“Não me torture

 

Não simule

 

Não me cure  de você...”








- Postado por: Patrícia às 14h00
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

 

 

 

A vida nos prega algumas peças, e foi pro isso que eu dei um tempo.

Não vou me lamentar, afinal acredito que tudo nessa vida tem uma razão de ser.

A vontade de postar alguma coisa e a inspiração deram uma sumida também, mas vou tentar voltar..rs

É isso ai, tô de volta!!!








- Postado por: Patrícia às 12h53
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




 

Apesar de tão ter sido "visitada" ainda,

pelo espírito natalino,

desejo um

 

Feliz Natal!!!








- Postado por: Patrícia às 15h22
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________




  

 

 

"Chega o teu ouvido à minha boca...


Vou te dizer baixinho, os meus vícios...


Ouve só, nada diga...


Descobre-me nos meus pecados.


Tenho o vício de enrolar o cabelo e de morder o lábio


Tenho o vício de me esconder, de camuflar


De me proteger...


Tenho o vício de chorar, de rir e de gritar


Tenho o vício de te amar, de te procurar, de te querer


Sou viciada nos vícios... pecados escondidos


Tenho o vício de ti..."

 

 

(modificado, A.D.)








- Postado por: Patrícia às 17h38
[ ] [ envie esta mensagem ]

_____________________________________________